11 outubro 2011

Sollys Osasco pega Rabita Baku pela liderança do grupo

Jogo será disputado nesta quarta (12) às 9h com transmissão do canal Band Sports

Por Thiago Leme

O Sollys Osasco decide a liderança do grupo contra o Rabita Baku, vice-campeão do Europeu de Clubes. O vencedor foge do confronto com o atual campeão do Velho Continente, o VakifBank Istanbul, provável primeiro colocado da chave A.

As duas equipes jogaram uma partida na competição, ambas contra o Chang, e ganharam pelo mesmo placar (3x1). A diferença é que as azeris sofreram menos e venceram a partida em 01h41min, enquanto as brasileiras levaram 02h04min.

O confronto define os jogos das semifinais. Se não pintar nenhuma grande zebra o vencedor pega o Mirador, da República Domenicana, e o perdedor enfrenta o VakifBank Istanbul, da Turquia. A equipe domenicana joga desfalcada de suas principais atletas, convocadas para defender o país no Pan-Americano. Por sua vez, o time turco pode ser considerado o favorito ao título e conta com força máxima. Ou seja, além de fugir do favorito, a vitória na partida pode significar vaga na final.

Os destaques do Osasco na primeira partida foram Ivna, com 22 pontos, e Camila Brait, com suas excelentes defesas. No Rabita Baku a ponteira Natalya Mammadova anotou 20 pontos, confirmando sua boa fase.

O time osasquense compete sem suas principais jogadoras: Fabíola, Jaqueline, Thaisa, Tandara e Destinee Hooker foram convocadas e defendem suas seleções, com previsão de retorno após a Copa do Mundo em novembro. As substitutas, no entanto, realizam uma grande temporada, com apenas uma derrota e dois títulos. A equipe é muito jovem, mas conta com Adenízia e Camila Brait, freqüentemente convocadas para a Seleção Brasileira, e com as experientes Karine e Jú Costa, a capitã. Com o auxílio das mais rodadas, as promessas Ivna e Samara foram destaques no jogo contra o Chang, com 22 e 17 pontos respectivamente, e a central Bia fez 6 pontos de bloqueio, um a menos que Adenízia.

Além disso, o ambiente fora das quadras é muito bom. As meninas estão unidas e darão muito trabalho para os adversários durante a temporada, com as titulares ou não. É só observar o reflexo disso nas quadras: vibração, empenho e entrosamento a disposição do técnico Luizomar.



Confira a declarações de Adenízia e Camila Brait ao site oficial do Sollys Nestlé sobre o auxílio dado as mais jovens e sobre a união das jogadoras.

Adenízia:
“É uma responsabilidade enorme já que são meninas que futuramente estarão ocupando tanto o meu lugar quanto o da Fabiana, o da Thaisa e o da Juciely. Então sempre estou me policiando para fazer a coisa certa e falar coisas boas para elas se motivarem ainda mais. Fico feliz e tento ajudar da melhor maneira possível”  
“Eu tento passar o que as jogadoras mais experientes passaram para mim. É importante tirar a responsabilidade e passar tranquilidade para que atuem soltas e possam fazer o melhor”
“Aqui é uma ajudando a outra. Nós ajudamos dando dicas de lojas mais baratas e de lugares que valem a pena conhecer. Fora de quadra também está sendo importantíssimo porque esse grupo tem um diferencial. Para mim é um dos melhores grupos que estou trabalhando, isso se não for o melhor”


Camila Brait:
“É uma responsabilidade boa poder estar ajudando, principalmente, as meninas novas, como a Samara, a Bia e a Larissa, que são meninas que estão começando agora. Eu divido essa responsabilidade com a Ade, a Karine e a Jú e procuramos passar confiança e tranqüilidade para elas”
“O momento de dar uma força em quadra ocorre quando as coisas não estão dando certo. Ai eu chego para elas dizendo ‘pode deixar que pego essa bola para você atacar’. Isso é importante naquele momento em que parece que está tudo perdido e você dá uma palavra de tranquilidade e confiança. Isso acaba dando um conforto para as mais novas”
“No ano passado só vieram eu, a Ade e a Samara. Então todas elas ficam perguntando os lugares que podemos conhecer. Eu as levei em lugares que tínhamos ido no ano passado e também conheci novos lugares. Acho bem legal essa troca de informações que acaba ajudando bastante fora da quadra”


Confira as declarações de Luizomar de Moura e Jú Costa ao site oficial Sollys Osasco sobre a partida:

Luizomar de Moura:
“É um jogo importante e a ideia continua sendo a mesma. A equipe está extremamente concentrada e sabe que precisa jogar acima do seu limite. Conquistamos uma importante vaga para a semifinal e amanhã é o jogo que define os cruzamentos. O Rabita Baku é um time com jogadoras experientes e consagradas, porém, teoricamente previsível. É uma equipe que joga com bolas altas e carregando bastante nas suas extremidades com suas ponteiras e oposta”

“Será uma experiência importante para o time poder enfrentar jogadoras como a Mammadova, que é sempre uma das maiores pontuadoras dos torneios quando joga pelo Azerbaijão, a Osmokrovic, que já atuou no Brasil, é a sustentação dessa equipe e uma jogadora extremamente habilidosa e boa passadora, e a oposta Starovic que é uma atleta de mais de 1,95m. Amanhã precisamos sacar muito bem, tentar neutralizar essas atacantes e ter paciência porque iremos encontrar um bloqueio muito pesado”
“Nesse jogo a cobertura de bloqueio será importante, assim como, a tomada de decisão. Vamos precisar usar a malandragem do voleibol brasileiro sabendo a hora certa de ir forte ou de usar uma ‘mão de fora’.  A equipe se preparou muito para enfrentar esse tipo de jogo e espero se comporte bem durante a partida”


Jú Costa:
“É um time bem alto e que possui ótimas jogadoras mais conhecidas internacionalmente. Mas, para mim não existe time melhor que o meu. É um adversário e um jogo mais difícil pelo fato das meninas serem mais altas e o parâmetro ser completamente diferente do primeiro, que era um jogo mais rápido. No entanto, estamos bem focadas, estudando direitinho o time delas e cientes do que precisamos fazer. Vamos para cima delas, fazer um ótimo jogo, sair com a vitória e a primeira colocação"
  
Equipes Prováveis:

Sollys Osasco
Karine; Jú Costa, Samara; Adenízia, Bia; Ivna; Camila Brait (libero).

Rabita Baku
Iryna Zukova; Natalya Mammadova, Natasa Osmokrovic ; Mira Golubovic, Natasa Krsmanovic; Sanja Starovic ; Silvija Popovic (líbero)