28 setembro 2011

Brasil atropela Paraguai na estreia no Peru


 Fonte Saque Viagem
Jaque voltou a jogar pelo Brasil
Foi mais fácil do que um treino o primeiro jogo das meninas do Brasil no Sul-americano do Peru. Jogando nesta quarta-feira (28) contra o Paraguai, a equipe fez tranquilos 3 sets a 0, parciais de 25/7, 25/9 e 25/8, e garantiu a primeira vitória em Callao.

Na próxima rodada, marcada para esta quinta, as brasileiras têm tudo para repetir mais um placar elástico na competição. O desafio da vez é o jovem Chile, seleção que, assim como o Paraguai, tem pouca tradição no voleibol. O embate acontece no ginásio Miguel Grau.
                            
Favoritismo se confirma
Brasil dominou a partida
Sheilla, Thaísa e Mari sequer tiraram o agasalho do corpo na estreia do Brasil no Sul-americano. Com Dani Lins, Tandara, Fabiana, Jucy, Jaqueline, Sassá e Fabi, o Brasil rapidamente colocou ampla vantagem para cima das paraguaias.


E a diferença chegou a ser de 13 tentos, após Tandara bater firme na diagonal, pela saída da rede, e fazer 16 a 3. O domínio do elenco verde-amarelo foi ainda maior, resultado do bom trabalho da linha de passe, que entregou a bola nas mãos de Dani.   De volta à seleção desde o Mundial do Japão, Jaqueline matou as saudades da amarelinha ao bater com tudo pela entrada, para fazer 21 a 7. Mais quatro pontos, sendo o último deles originado das mãos de Sassá, conduziram a equipe à vitória.

Fabíola ganha a chance no 2º set
Fabíola ganhou a chance de jogar o segundo set, bem como Fernanda Garay, que entraram nos lugares de Dani Lins e Jaqueline. E a dupla mostrou sintonia no 11º ponto, com uma combinação de bola de segundo tempo na entrada da rede (11/3).


E, assim como no primeiro set, a equipe foi para a segunda parada com confortáveis 16 a 4 no marcador. Jucy também mostrou eficiência para atacar de china e rodar o 18º tento, sendo 13 de frente para as meninas de Carmen Irala. O passeio foi tão grande que, mesmo com uma bola espetada na rede, Garay não teve trabalho para cravar o 20º ponto. Assim como Tandara, que recebeu bela bola de Fabíola e anotou 23 a 7. Com mais dois, a seleção colocou um ponto final no set.

Lavada se repete
Sassá foi um dos destaques da seleção
A seleção voltou com o mesmo grupo para o terceiro set. E, da mesma forma, não teve trabalho para abrir rápidos 4 a 0, resultado de um ace de Sassá. Impossível no saque, a camisa 10 marcou outro ponto no fundamento, levando as brasileiras a 7 a 0.


Apesar do placar bastante elástico, o Brasil não perdeu a concentração e foi agressivo o tempo todo. Pelas mãos de Sassá, em ataque da entrada da rede, surgiu o 16º ponto brasileiro, com treze de vantagem sobre as frágeis oponentes. Com 19 a 4 no marcador, a técnica Carmen Irala pediu mais um tempo. O Paraguai até conseguiu dobrar sua marca, colocando mais quatro bolas no chão, sendo duas resultado de erros das brasileiras. Sassá, no entanto, fechou a fácil partida.


Confira a tabela da competição