14 junho 2012

Rio de Janeiro, o grande rival, e a Superliga 2012/13

Por Thiago Leme
Coluna do Vôlei


A Unilever não deixou por menos ao ver o Osasco montar a base da seleção brasileira e também está montando um verdadeiro timaço. Depois de contratar a oposta Sarah Pavan, que se destacou na Europa, o Rio está prestes a anunciar a ponteira da seleção estadunidense Logan Tom. O canal Esporte Interativo confirma a notícia a cada transmissão do Grand Prix e parece que falta apenas o anúncio oficial. Assim, as cariocas fecham o time titular com: Fofão; Sarah Pavan; Natália e Logan Tom; Juciely e Valeskinha; e Fabi. No banco, o time conta ainda com a ponteira revelação Gabi (ex-Mackenzie) e  a ponteira Regiane, titular na última temporada. Uma verdadeira pedreira na Superliga 2012/13, o principal concorrente do Osasco.

Aliás, a temporada 2012/13 da Superliga deve ser a mais equilibrada de todos os tempos. Além de Osasco e Rio de Janeiro, Campinas e Sesi também montaram grandes equipes e devem dar trabalho. 

O Campinas também conta com duas estrangeiras: a ponteira búlgara Vasileva e oposta/ponteira cubana Ramirez. Fernandinha, destaque da seleção no Grand Prix em Lodz, é a levantadora, Walewska é uma das  centrais e Soninha é a outra ponteira. Um grande plantel.

O Sesi, por sua vez, contratou a oposta/ponteira Tandara, campeã da Superliga pelo Osasco, e a central Fabiana, campeã européia pelo Fenerbahçe. Elas se juntam a oposta Elisângela, a ponteira Sassá, a levantadora Dani Lins e as líberos Verê e Michele Daldegan. A jovem central Bia, campeã da Superliga pelo Sollys/Osasco, também fará parte do elenco.

A surpresa é o Praia Clube, que contratou Herrera, Mayara e Letícia Hage e renovou com a jovem equipe que fez uma boa Superliga.

O Minas perdeu suas principais jogadoras (Ramirez, Herrera e Natasha) e repôs com Lia, Thaís Barbosa e Barbara. A levantadora Claudinha permanece na equipe. Uma equipe mais fraca que na última temporada, deve ficar fora das semifinais, mas ainda assim é o tradicional Minas Tênis Clube e merece o devido respeito, pois sempre surpreende na Superliga.

A baixa fica por conta do Vôlei Futuro, que desmanchou a equipe e deve disputar os campeonatos com uma equipe juvenil.


Coluna do Vôlei

Nenhum comentário: