26 maio 2012

Mercado do vôlei e a equipe do Osasco

Por Thiago Leme
Coluna do Vôlei



Para iniciar as novidades do mercado, falaremos de Mari. A atleta publicou em seu Facebook um agradecimento ao Rio e a vontade de jogar na Turquia:  “Não vou renovar com o Unilever. Minha intenção agora é jogar fora do Brasil. Tenho algumas propostas, mas devo ir para a Turquia, tenho vontade de morar em Istambul. Obrigada pelo apoio e torcida de todos nessas duas temporadas que fiquei aqui no Rio”. O treinador da seleção Zé Roberto vai testar a atleta na posição de oposta no Grand Prix, deixando a jogadora com liberdade para atacar. 


No mercado internacional, a central Arrighetti se despediu do Bergamo e, provavelmente, será anunciada como reforço do Busto Arsizio. A jogadora escreveu no site oficial do Bergamo: “Por um lado, estou muito triste, mas por outro, estou feliz. Feliz porque pude entender melhor sobre mim como jogadora e pessoa. Apesar de ter buscado nesses cinco anos me tornar um símbolo e uma bandeira do Bergamo, me vi diante do dilema de seguir atrás desse desejo ou de crescer e melhorar. E escolhi a segunda opção. Essa escolha me leva a ficar longe de uma camisa e uma cidade que eu amei muito. Tentei dar o meu melhor, ainda que nem sempre tenha conseguido. Vou ser eternamente grata. O caminho que percorremos juntos me ajudou a ser a atleta e a mulher que sou hoje”

O Galatasaray acertou com a central/oposta Gioli. A equipe turca quer brigar pelo título da Liga dos Campeões, depois do convite da CEV (Confederação Européia de Voleibol), e do Campeonato Turco. O Fenerbache, atual campeão europeu, não conseguiu o título turco e não foi convidado para a competição européia pela CEV. 


E, pra finalizar, Daymi Ramirez pode parar no Campinas, segundo informações do Melhor do Vôlei. Por enquanto não tem nada certo, somente negociações entre as partes.

Sollys/Osasco

Agora, vamos falar da equipe osasquense. A Nestlé começou esta semana a série de anúncios oficiais em relação a renovação das jogadoras para a temporada 2012/13. Jaqueline e Adenízia foram as primeiras confirmadas oficialmente. A líbero Camila Brait tem contrato de mais um ano com a equipe e tem presença confirmada. Em entrevista ao Via Esporte (confira em vídeos - maio), Jaqueline confirmou a presença de Fabíola, Thaisa, Adenízia, Camila Brait e Sheilla. 

Sheilla e Fernanda Garay são as principais novidades para a próxima temporada, mas ainda não foram confirmadas oficialmente. 

O contrato de Sheilla com o Unilever termina no final do mês de maio, por isso ainda não assinou o contrato. A confirmação da oposta deve ocorrer no mês de junho. 

O caso de Garay é um pouco mais complicado, a ponteira tem contrato de mais um ano com o Vôlei Futuro e sua saída de Araçatuba dependeria do pagamento de uma multa rescisória. Porém, o jornalista Luiz Paulo Montes, do portal UOL e colunista do site Melhor do Vôlei, afirmou em seu Twitter que a atleta assinou com o Osasco e o Vôlei Futuro teria aberto mão da multa.

Com isso, Jú Costa está de saída da equipe. A ponteira tem potencial para ser titular em qualquer equipe e o Osasco ultrapassaria os 32 pontos máximos permitidos pelo ranking da CBV. a oposta Destinee Hooker, como já publicamos, foi para o time russo Dínamo Krasnodar. A ponteira/oposta Tandara e a central Bia devem jogar no Sesi e a líbero reserva Léia jogará no Pinheiros. 

Se todas as negociações forem confirmadas, a equipe do Osasco está pronta, faltando apenas uma líbero reserva. Aliás, a equipe foi a base titular da seleção brasileira que disputou o Pré Olímpico Sul-Americano. Apenas Camila Brait não foi titular absoluta, mas entrou em pelo menos um set nas partidas. Nessa temporada, o time briga pelo 4ª título Sul-Americano, pelo 1º título Mundial (caso vença a competição continental), pelo 10º título paulista e pelo 6º título da Superliga. Com essa equipe, o Osasco é favorito em todas as competições e seus principais adversários, até agora, são o Fenerbache no Mundial, o Rio de Janeiro na Superliga e o Campinas e o Sesi no Paulista e na Superliga. O Sul-Americano de Clubes não foi anunciado pelo CSV (Confederação Sul-Americana de Voleibol) e se for confirmado apenas uma equipe brasileira, como nas duas últimas edições, o Osasco é favorito absoluto e não terá dificuldades de ir ao Mundial.


Informações da pontuação do ranking da CBV e todas as contratações do Osasco (oficiais e não oficiais) em Transferências 2012/13



Nenhum comentário: